fbpx

Socorro! Meus filhos estão vendo pornografia!

No começo deste ano apresentei em minha igreja uma palestra por título “Por uma nova reforma na internet para os pais”, em meio a uma campanha de jejum e oração da igreja. O objetivo principal era conscientizar os pais sobre a necessidade deles estarem atentos à tudo que deixam os filhos fazerem na rede. Você pode conferir o áudio, slides e programas indicados clicando aqui.

Para complementar o assunto, compartilho na íntegra alguns textos de Tim Challies reproduzidos no site reforma21.org. Boa leitura.


Escuto com tanta, tanta frequência: “Socorro! Meus filhos estão vendo pornografia!”. Alguns dias atrás uma mãe escreveu pra contar que ela e seu marido permitiram que seus rapazes adolescentes acessassem a internet para jogar online, achando que eles haviam ensinado e treinado os garotos bem o suficiente para que resistissem a qualquer tentação que encontrassem lá fora. Eles estavam errados, e aprenderam que, durante os últimos quatro meses, quando mamãe e papai saíam de casa para um encontro ou pra resolver coisas, os rapazes ficavam vendo pornografia. O que eles deveriam fazer? Como devem responder?

Eu dediquei um monte de atenção ao longo dos últimos anos à luta contra a pornografia e gostaria de oferecer uma resposta em duas partes. Hoje irei apontar a resposta imediata e amanhã quero ajudar a bolar um plano que irá proteger sua família no futuro, tanto prevenindo aqueles que querem ver pornografia quanto protegendo aqueles que ainda não sabem que ela existe.

Por hoje, aqui vão algumas sugestões sobre como responder quando você descobrir que suas crianças estiveram procurando ou vendo pornografia.

Não se desespere

Pais diferentes reagem de formas diferentes quando se trata de seus filhos e pornografia. Alguns tratam de uma maneira pragmática enquanto outros respondem com mais emoção e podem ficar à beira do desespero. Cuidado com esses caminhos de desespero. Embora a situação seja difícil e dolorosa, não é o fim do mundo; não necessariamente significa que seus filhos não são salvos e certamente não significa que eles sejam réprobos. Ao ver pornografia eles abriram uma janela em seus corações e agora você tem a oportunidade de tratá-la de uma forma útil. Desespero só vai atrapalhar sua habilidade em tratar isso de forma efetiva.

Tenha cuidado com a vergonha

Pode existir uma tendência de criar vergonha sobre vergonha, para assegurar-se de que seus filhos estão sentindo a vergonha que eles deveriam sentir. Seja cuidadoso com a vergonha. Nosso objetivo é que o Espírito Santo convença seus filhos de sua culpa mais do que a mamãe e o papai fazerem com que sintam uma profunda vergonha. É bem possível que você está se sentindo embaraçado ou um sentimento de falha como pai, e isso pode levá-lo a ser mais duro do que deveria. Seu objetivo não é convencer seus filhos da vergonha deles diante da mamãe e do papai, mas cooperar com o Espírito Santo enquanto Ele os convence de sua culpa diante de Deus.

Faça perguntas

O que quer que você faça, você tem que se comunicar com seus filhos. É fácil para um pai assumir que ele sabe por que suas crianças estavam vendo pornografia, mas eu aprendi ao longo dos anos que há uma miríade de rasões. Algumas crianças vêem pornografia puriosamente por lascívia e curiosidade; algumas fazem isso primariamente para alimentar a masturbação; outras o fazem por um desejo de serem desobedientes ou agirem contra as figuras de autoridade em suas vidas; algumas vêem pornografia como uma resposta a um abuso que sofreram no passado. Enquanto a tentação é de ameaçar seus filhos com os motivos pelos quais eles não deveriam ver pornografia, seu tempo será gasto de uma maneira muito mais efetiva se você conseguir ir devagar, fazer um monte de perguntas e envolvê-los em uma conversa. Descobrir onde está o fascínio. Encontrar qual necessidade isso parece estar atendendo. Prepare-se para discussões incômodas sobre tópicos que você não quer discutir, como masturbação e até abuso. Não deixe que o mau comportamento deles o distraia de confrontar seus corações.

Vá ao evangelho

Eu disse mais cedo que ao ver pornografia seus filhos abriram uma janela para seus corações. Eles a abriram e apontaram um holofote para um pecado específico. Eles mostraram que estão insatisfeitos, que são lascivos, que são desobedientes a Deus e aos seus pais. É para esse tipo de pessoa que é o evangelho – para os insatisfeitos e lascivos e desobedientes. Tudo isso dá uma poderosa oportunidade para ir diretamente ao evangelho. O evangelhos os oferece perdão, mas também oferece esperança de que eles possam derrotar esse pecado, de que eles possam ser resgatados da culpa do pecado, de que eles podem encontrar uma satisfação mais profunda e duradoura do que aquela que a pornografia promete. Como sempre, o coração é o coração da questão.

Rogue a eles

Eu creio que como um pai você tem muitas oportunidades de ensinar seus filhos, mas apenas umas poucas oportunidades de realmente pleitear com eles. Este é um momento para pleitear com eles, para interceder por suas vidas e para suplicar por suas almas. Você é mais velho e mais sábio que seus filhos, você entende a Bíblia mais do que seus filhos, e você conhece o custo a longo prazo de um compromisso com o pecado sexual. Se pode haver um tempo certo para pleitear com eles por sua vida e por suas almas, este tempo é agora. Deixe Salomão lhe dar as palavras:

Agora, pois, filho, dá-me ouvidos
e não te desvies das palavras da minha boca.
Afasta o teu caminho da mulher adúltera
e não te aproximes da porta da sua casa;
para que não dês a outrem a tua honra,
nem os teus anos, a cruéis;
para que dos teus bens não se fartem os estranhos,
e o fruto do teu trabalho não entre em casa alheia;
e gemas no fim de tua vida,
quando se consumirem a tua carne e o teu corpo,
e digas: Como aborreci o ensino!
E desprezou o meu coração a disciplina!
E não escutei a voz dos que me ensinavam,
nem a meus mestres inclinei os ouvidos!
Quase que me achei em todo mal
que sucedeu no meio da assembléia e da congregação.

(Provérbios 5.7-14)

Você está lutando não apenas pela pureza pessoal mas pelas suas vidas. Rogue-lhes que salvem suas vidas e que salvem suas almas!

Tome medidas cuidadosas

Ao ver pornografia seus filhos violaram a sua confiança e se mostraram indignos dela. Esta confiança precisará ser merecida ou reconquistada ao longo de um período enquanto eles provam que são responsáveis e obedientes. Você precisa estar ativamente envolvido em treinar seus filhos a usar bem seus privilégios e a usar a internet e seus aparelhos digitais sem este tipo de comportamento. Você precisa de um plano que vai ser responsável por seus dispositivos e por sua falta de caráter cristão. Eu vou apresentar este plano no próximo post.

Traduzido por Daniel TC | Reforma21.org | Original aqui

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
Criado por WP RGPD Pro