O Ensino Mais Importante de Jesus Cristo

“Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.” (Mt 4. 17)

Logo após sair vitorioso da tentação que sofreu no deserto, Jesus inicia a sua pregação proclamando o seu principal e mais importante ensino para a vida das pessoas, o arrependimento. O principal trunfo do diabo na vida das pessoas é iludi-las, fazendo-as buscar a “salvação” em qualquer coisa menos em Jesus Cristo. Diversas religiões e filosofias proclamam que a esperança para o ser humano está em diversas coisas, quando, na verdade, está no arrependimento e na fé em Jesus Cristo.
Talvez por esse motivo, a primeira menção de Jesus pregando [no evangelho de Mateus] seja sobre a necessidade do arrependimento das pessoas. Esse arrependimento pregado por Jesus é muito mais do que aquele em que nos arrependemos de algum erro que cometemos. Esse arrependimento é o arrependimento para a vida, o que significa a confissão de que cremos em Jesus como Aquele que morreu em nosso lugar, que pagou pelos nossos pecados, e assim, através da fé, buscamos uma nova vida de acordo com a vontade de Deus.
O texto também traz um motivo para o arrependimento: “porque está próximo o reino dos céus.” (Mt 4. 17). Jesus mostra a urgência do arrependimento. A vinda de Jesus é a chance mais clara do ser humano voltar-se para Deus e ser salvo. Hoje, algum tempo após Cristo já ter vindo a primeira vez, aguardamos a Sua segunda vinda, que será de forma repentina. Quando ela acontecer acabarão as oportunidades que temos de nos arrepender e sermos salvos. Sendo assim, muitos serão surpreendidos quando não tiverem mais tempo de se arrepender. Sabemos também que muitos de nós morreremos antes da segunda vinda de Cristo. A morte também põe fim a nossa oportunidade de se arrepender.
Assim, a palavra de Jesus se transforma num clamor especialmente urgente para a nossa época. Devemos ouvir esse clamor: “Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.” (Mt 4. 17)…e depois de ouvi-Lo, tomarmos uma das duas posições possíveis: Crer na pregação de Jesus Cristo ou não.

Por André Ribeirão
Fonte: Esboçando Idéias

Samuel Barbosa on EmailSamuel Barbosa on FacebookSamuel Barbosa on GithubSamuel Barbosa on GoogleSamuel Barbosa on Twitter
Samuel Barbosa
É servidor público na Rede Federal de Educação, Técnico em Informática e graduando no curso de superior de tecnologia em Sistemas para Internet, amante de guitarras e software livre.